Segundo Sol: Karola descobre que é filha de Laureta e toma atitude drástica

Karola (Deborah Secco) não vai ter uma reação boa ao descobrir que é filha de Laureta (Adriana Esteves) em Segundo Sol.

Sua avó, Dora (Renata Sorrah), será a responsável por contar a verdade, e ela partirá imediatamente para a casa de Severo (Odilon Wagner), seu pai, exigindo que ele diga o paradeiro de Laureta.

Sem saída, ele dirá que a ex-amante fugiu para a ilha de Itaparica (BA), e é para lá que a filha parte.

Ao chegar no local, Laureta, que estará com o cabelo preto e bem curto, será surpreendida com a pergunta de Karola: “Então é aqui a sua nova casa, mamãezinha?”. “O que é que você tá dizendo, tá surtada?”, questiona.

“Mamãezinha? Claudia é o seu nome agora, não é, a mulher fina, recém-chegada em Itaparica! O motorista do táxi me contou, eles sabem de tudo que acontece nessa ilha.

Só não sabem ainda que eu sou sua filha”, dispara, enquanto Laureta nega tudo e afirma que isso foi uma invenção da sua mãe.

“Papai Severo Athayde me deu seu paradeiro. Para de mentir pra mim, mamãe! A irmã Felipa me confirmou tudo.

O pior de tudo é isso, eu sou sua filha. Parece uma comédia mas é uma tragédia, mamãezinha. Como é que você teve coragem? Você é muito pior do que eu imaginava, muito pior!”, esbraveja.

“Você me fez passar a vida pensando que eu fui abandonada por uma família pobre num convento, uma enjeitada. Em nenhum momento pensou em mim, em como isso ia me marcar, em meu sofrimento, meu desamparo.

Me levou pra sua casa como se tivesse me fazendo um grande favor, me colocou na vida errada, fez de sua própria filha uma mulher da vida”, se revolta.

“Como você foi capaz disso? Não é possível que corra algum sangue aí nessas suas veias, que tenha um coração dentro de você”, se revolta.

Laureta então a chamará de filha pela primeira vez: “Filha… Deixa eu explicar”. “Não. Não deixo. Você me botou pra trabalhar como garota da vida sabendo que eu era filha de um dos homens mais ricos da Bahia”, diz.

“Eu podia ter tido irmãos, morar numa bela mansão”, lamenta. “Severo não lhe quis”, rebate. “Só me tirou daquele convento porque eu passei a ser um bom negócio pra você, já mocinha.

Como é que você dizia? A menina mais linda da Bahia? Além de ganhar dinheiro comigo rodando bolsinha, você ainda arrancava dinheiro e favores daquele velho nojento”, acusa.

“Será que você não vê que acabei lhe fazendo um bem? Severo nunca prestou, tanto que deu no que deu, tá arruinado”, diz.

“Ah, claro, eu tava muito melhor do que eles, órfã, solitária, infeliz, depois garota de vida façil. Realmente você me salvou de ser uma Athayde!

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *