“Por favor, escutem o seu corpo”: Mãe perde seu bebê por causa de negligência médica e faz alerta para outras grávidas

Muitas mulheres têm o sonho de ser mães, mas acabam encontrando muita dificuldade para conceber.

Quando finalmente consegue engravidar, a alegria da futura mamãe é incomensurável e todos na família aguardam ansiosos pela chegada do bebê. Porém, nem sempre a gestação completa o seu ciclo.

Há casos, no entanto, que a tristeza da perda pode se misturar com um sentimento de revolta.

Foi isso o que aconteceu com Kristy Watson, uma australiana que perdeu o seu bebê quando estava com 32 semanas de gestação, por causa de um episódio de pré-eclâmpsia não diagnosticado.

Com 20 anos, ela já havia sofrido 3 abortos, que foram extremamente dolorosos para a mulher que sonhava em ser mãe.

Quando finalmente um bebê conseguiu se desenvolver no seu útero, ela não coube em si de tanta alegria.

Grávida de um menino, Kristy não via a hora de poder segurar o pequeno Kaycen em seus braços. Entretanto, na 26ª semana, ela começou a apresentar certos sintomas, que a deixaram muito preocupada.

Os inchaços em seu rosto, pés e mãos, além de uma terrível enxaqueca, fizeram a australiana ir correndo consultar o médico.

Apesar de ter contado todos esses sintomas para o médico, ele falou que eram coisas normais da gravidez e receitou apenas um analgésico para ela.

Porém, ao entrar na 32ª semana, Kristy teve que voltar para a emergência do hospital, e foi finalmente diagnosticada com pré-eclâmpsia, mas já era tarde demais.

O bebê que ela esperava não resistiu e se foi ainda na barriga de sua mãe.

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *