Pessoas com mais de 40 anos devem trabalhar apenas 3 dias por semana

O grau de estimulação intelectual pode depender das horas de trabalho. O trabalho pode ser uma espada de ponta dupla.

Por um lado, pode desencadear a atividade do cérebro, mas, ao mesmo tempo, trabalhar muito tempo pode levar à fadiga e ao estresse, potencialmente danificando funções cognitivas.

McKenzie acredita que o trabalho a tempo parcial pode beneficiar na preservação da função cerebral nas idades média e avançada.

Então, a questão se coloca, as pessoas que podem paga-lo deveriam reduzir suas horas de trabalho? E que tipo de trabalho representa um fator?

O professor McKenzie analisa: “É muito difícil identificar os efeitos causais do tipo de trabalho nas funções cognitivas.

Os indivíduos podem ser selecionados em determinadas ocupações de acordo com suas habilidades cognitivas.

“Certamente, profissões que envolvem trabalhar muito tempo sob o estresse, em áreas competitivas e exigentes, geralmente prejudicam a saúde”.

Como a maioria de nós somos forçado a continuar trabalhando após os 40 anos, cuidar da saúde, passar férias tranquilas e prolongar o tempo de inatividade torna-se essencial.

O professor McKenzie sugere que “trabalhar em tempo integral mais de 40 horas por semana – é ainda melhor que nenhum trabalho em termos de Ca função cognitiva, porém não maximiza os efeitos potenciais do trabalho”.

O equilíbrio é aparentemente necessário, especialmente porque os governos de alguns países pretendem introduzir os requisitos de trabalho a tempo integral até a idade de 70 anos.

Fonte:coruja-prof

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *