Padrasto é feito de bobo no casamento da enteada e responde com palavras que fazem todos congelar

Atualmente, é comum que existam diferentes tipos de famílias das consideradas tradicionais.

Madrastas, padrastos, enteados, meio-irmãos e irmãs são comuns. E para muitos, isso funciona.

Porém, para o padrasto, as coisas não estavam indo bem.

Ele conta a história sobre como apoiou a nova parceira e a filha de um relacionamento anterior, mas quando chegou o grande dia do casamento desta filha, as coisas tiveram viraram do avesso.

Não está claro se a história desse homem aconteceu realmente ou não, mas vale a pena ler de qualquer maneira.

Minha enteada iria se casar no dia três de novembro.

O planejamento do casamento consumiu boa parte da vida dela e da mãe (eu digo sua mãe porque não somos casados, embora vivamos juntos há anos) nos últimos seis meses.

Ela se formou em dezembro passado na universidade. Eu paguei para que ela pudesse ir para a faculdade e, embora fosse uma escola estadual, ainda custou cerca de 40 mil dólares.

Ela não tem um emprego e viveu conosco durante o curso até formatura. Eu também comprei um carro para ela poder ir e voltar da escola quando terminou o ensino médio.

De tempos em tempos, o pai ausente aparecia na vida dela como se nada tivesse acontecido e ela sempre voltava a se aproximar dele.

Embora não tenha contribuído com um centavo para a educação ou tenha dado qualquer apoio à criança, ainda que também seja culpa da minha namorada, porque C.S. tem nada a ver com isso e ainda o ama e o quer em sua vida.

Ele fica o tempo suficiente para partir seu coração, passando pela cidade e quebrando as promessas que fez a ela.

O local do casamento tem capacidade para 250 pessoas, no máximo. Eu dei a elas uma lista de 20 pessoas que eu queria convidar, afinal eu paguei por tudo.

Elas me disseram que não havia problema e que iriam cuidar disso. Então eu avisei a essas pessoas que receberiam um convite e que deveriam guardar a data. Sábado, quando vi um dos meus amigos da lista no campo de golfe, perguntei se ele iria.

Porém, ele me disse que não tinha sido convidado, que tinha recebido um anúncio, mas não um convite. O anúncio estava guardado no banco de trás do carro dele e ele me mostrou.

Definitivamente, era apenas um anúncio e meu nome não estava nele. Tinha o nome do seu pai biológico, o da mãe, mas não o meu.

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *