O que aconteceu com o ‘menino de cabelo congelado’ que se tornou símbolo da pobreza na China

As imagens de um estudante com o cabelo e sobrancelhas congelados e mãos inchadas pelo frio que circularam na internet em janeiro de 2018.

E acabaram motivando um grande debate sobre a pobreza na China – e sua repercussão na vida das crianças – quando foram postadas há um ano.

Chamado de “Ice Boy” (“menino de gelo”, em tradução livre), Wang Fuman, que tinha 8 anos na época, costumava caminhar 4,5 km para chegar à escola que frequentava na província de Yunnan, no sul do país, frequentemente sob temperaturas congelantes.

No dia da foto que viralizou, que teria sido feita por seu professor, fazia 9 graus negativos fora da sala de aula.

Sua determinação para chegar à escola mesmo tendo de enfrentar condições extremas e seu excelente desempenho escolar geraram uma onda de empatia online.

Agora com 9 anos e 12 meses depois, muita coisa mudou na vida de Wang. De acordo com o periódico chinês People’s Daily, ele não precisa mais andar quase uma hora na neve para conseguir assistir às aulas.

Direito de imagem
GETTY IMAGES

Clique na seta amarela abaixo para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *