O final da história desse bebê que foi rejeitada pela mãe vai te emocionar

Vez ou outra deparamo-nos com notícias de mães que abandonam seus bebês em lugares públicos. Em muitos casos, esses são encaminhados para orfanatos públicos e seguem na espera de uma adoção.

Essa quase foi a história de um bebê, cujo desenrolar comoveu muitas pessoas. Richard Johnson é um pai dedicado que cuida de sua filha como ninguém jamais cuidaria.

Dias após o nascimento da bebê, a mãe, que morava em uma cidade distante de onde o pai vivia, ligou para ele fazendo ameaças.

Segundo relatos, ela dizia que se ele não fosse logo à sua casa, ela daria sua filha para a adoção. Sem entender o motivo, Richard pegou o primeiro voo e foi buscar sua filha.

Com 21 anos, Richard teve que aprender a ser pai solteiro e conviver com sua filha, Perséfone. Ele diz que no começo teve medo, mas que com o passar do tempo aprendeu a lidar com a situação e cumprir ambos os papéis.

Ele passou a buscar ajuda em livros e relatos de outros pais solteiros para se portar adequadamente. Ele então conseguiu aprender tudo que era necessário para cuidar de sua filhinha da melhor forma possível.

Meses após o acontecimento e já acostumado com a presença dela, Johnson refletiu sobre e resolveu compartilhar sua história.

Após saber que sua ex-parceira estava sofrendo de depressão pós-parto, ele logo abriu o jogo através do seu Facebook e demais redes sociais.

Com poucos minutos, sua publicação tornou-se viral e emocionou várias pessoas. Confira conosco o seu relato.

“Sou Richard Johnson, pai solteiro da adorável Perséfone. Quando minha pequena tinha apenas um mês de idade, sua mãe decidiu nos deixar.

No começo, ela não conseguiu entender, mas depois concluiu-se que talvez fosse depressão pós-parto.

Os primeiros dias não foram fáceis, me senti fraco mesmo quando tive minha filha comigo, então eu inesperadamente encontrei uma página no Facebook.

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *