Meu bebê só quer dormir nos meus braços

Os bebês exigem atenção porque dependem totalmente dos pais para sobreviver. Uma forma de os pequenos se sentirem seguros é através do contato físico. É por isso que não é estranho que eles exijam que você os abrace para que possam dormir.

“Meu bebê só quer dormir em meus braços”, é a frase que algumas mães compartilham com especialistas por medo de fazer algo errado com seu filho. Se você estiver passando por esta situação, não tem com que se preocupar.

 

Em alguns países e culturas é muito comum que avós, mães, ou amigos que tiveram filhos, lhe dissessem para não pegar no colo seu filho sempre que ele pedir, toda vez que ele chora, ou até mesmo quando vai dormir.

Acredita-se que, se você passar muito tempo abraçando seu bebê, poderá malcriá-lo. Como resultado, não será fácil dormir sozinho no seu berço. Em outras palavras, você sempre precisará abraçá-lo para que possa dormir.

Essa crença popular não é totalmente correta ou incorreta. Por que dizemos isso? O tema da educação das crianças é complexo, pois cada criança é diferente.

 

Existem alguns bebês que não precisam de muita atenção, e há bebês que são mais exigentes. Estes últimos são aqueles que exigem dormir nos braços da mãe.

 

Portanto, a decisão de abraçar ou não as crianças dependerá do contexto e, em grande parte, do instinto materno. No entanto, devemos esclarecer que um bebê depende inteiramente de seus pais para sobreviver.

Uma forma primitiva que a criança usa para exigir atenção é através do choro. Obviamente, as crianças exigem interesse e cuidado. E uma maneira pela qual eles se sentirão seguras é através do contato físico.

Isso envolve perceber o calor do seu peito e braços, sua voz amorosa, e até mesmo do seu cheiro. Sim, tê-la em seus braços é um ato natural para os pais, e os bebês precisam disso. Por isso, é normal que um bebê queira dormir em seus braços.

Como quase todos os seres vivos, os filhos evoluem de acordo com sua idade. Isso inclui o desenvolvimento emocional, a autonomia e, portanto, o gradual desapego do bebê em relação à mãe.

À medida que os bebês crescem, seus ciclos de sono e vigília evoluem e se regularizam na mesma medida. Ou seja, as crianças precisarão, cada vez menos, serem carregada ou ninadas para poderem dormir, porque é um processo natural.

Obviamente, não é uma transformação cujo ritmo possa acelerar-se ou não, já que cada criança tem seu próprio ritmo de amadurecimento. Para acompanhá-la neste caminho, você precisa de uma boa dose de paciência e amor.

Abraços e choro nos primeiros meses

Durante os primeiros meses de vida, o bebê chora principalmente devido à cólicas, sono, fome, ou fatores externos que o incomodam, como frio ou calor. Uma das melhores maneiras de tranquilizar o pequeno é abraçá-lo.

De acordo com o livro “Você tem que carregar o seu bebê nos braços quando chora?”, os autores apontam que o choro do bebê acalma ou cessa imediatamente assim que ele é abraçado.

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *