Isto é o que o seu bebê realmente sente quando você chora de tristeza durante a gravidez

Durante anos o impacto das emoções da mãe enquanto está grávida e como elas afetam o seu bebê tem sido investigado.

Alguns estudos chegaram à conclusão de que as emoções da mãe não só influenciam o desenvolvimento do bebê durante a gestação, mas afetam o resto de suas vidas.

De acordo com um estudo da Universidade da Califórnia-Irvine, os bebês recebem químicos que são gerados e mudam com os estados emocionais da mãe.

Além dos fatores externos já conhecidos como o álcool, as drogas, o tabaco e todas as substâncias tóxicas, as emoções da mãe irão moldar o bebê para o resto da vida.

O estudo descobriu que “os bebês podem ficar deprimidos após nascer se sua mãe esteve triste ou deprimida durante e depois da gravidez”.

No entanto, a descoberta mais importante deste estudo é que o mais essencial para o bom desenvolvimento do bebê, é a consistência nas emoções da mãe.

Ou seja, as futuras mamães devem buscar um estado de calma e felicidade contínuo ao invés de ter períodos de felicidade intensa abruptos e em seguida lapsos intensos de tristeza ou estresse.

O estudo realizado por Sandman, Davis e Glynn analisou as mãe que foram tratadas para depressão antes e depois da gravidez, fazendo o mesmo com seus bebês após o nascimento.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *