Estudo: chocolate amargo e vinho tinto podem atrasar o envelhecimento do corpo

Já pensou que maravilha seria se pudéssemos rejuvenescer células antigas e reverter o envelhecimento?

Pois parece que isso não está muito longe de acontecer, não.

Uma nova pesquisa publicada na revista BMC Cell Biology mostra que células humanas antigas podem ser rejuvenescidas usando o resveratrol, que é uma substância encontrada no vinho tinto e no chocolate amargo.

O novo estudo, realizado por pesquisadores nas Universidades de Exeter e Brighton, no Reino Unido, e liderado por Lorna Harries, professora de genética molecular.

Se baseia em pesquisas anteriores que descobriram que os chamados fatores de splicing (um tipo de proteína) tendem a se tornar inativos à medida que envelhecemos.

Agora, no novo estudo, os pesquisadores acrescentaram “resveralogues”, ou produtos químicos semelhantes ao resveratrol, para células humanas envelhecidas e perceberam que conseguiram reativar esses fatores de splicing.

E isso não apenas fez as células velhas parecerem mais jovens, mas elas também começaram a se dividir novamente, como as células jovens.

“Quando vi algumas das células não pude acreditar”, diz a professora.

“Essas velhas células pareciam células jovens. Era como mágica. Repeti os experimentos várias vezes e, em cada caso, as células rejuvenesceram”.

O resveratrol é um composto encontrado em amendoim, uva, vinho tinto, chocolate amargo e algumas frutas.

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *