Estudo aponta o segredo para viver mais, quanto mais você fizer maior a qualidade de vida

Como o estudo foi feito:

O estudo foi dividido em duas fases: Na primeira, 918 homens com 45 a 59 anos de idade foram entrevistados sobre seu relacionamentos.

Uma década depois, estes mesmos homens responderam a uma série de perguntas sobre a frequência em que tinham uma relação feliz.

Os pesquisadores concluíram que os homens que se relacionavam ao menos duas vezes por semana reduziram suas taxas de mortalidade pela metade.

A segundo fase do estudo contou com a participação de 129 mulheres com idades entre 20 e 50 anos.

Elas responderam perguntas sobre suas vidas amorosas e o quanto elas estavam satisfeitas.

Após análise biológica, os cientistas descobriram que as mulheres que tinham a vida mais ativa e tinham uma vida amorosa satisfatória, apresentavam maiores telômeros.

Uma espécie de “capa” que protege os cromossomos, fazendo com que tenhamos um aumento em nossa expectativa de vida.

Conclusões

Os cientistas também afirmam que o relacionamento á dois potencializa o sistema imunitário ao incentivar a produção de células que combatem doenças.

Segundo especialistas, a relação não deve ser usada como ferramenta de chantagem.

Pelo contrário, conforme você vai conhecendo o parceiro e sabendo o que lhe agrada, a vida do casal só tende a melhorar, em todos os aspectos, profissional, emocional.

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *