Depois de 4 anos de amizade, piloto descobre algo que a aeromoça esconde há 15 anos e decide agir

Há cerca de quatro anos atrás, Jodi Harskamp sofreu um terrível incêndio em casa.

A mulher era uma piloto de avião da companhia aérea Alaska Airlines, e esse momento devastador a deixou sem nada.

Para além disso, essa mulher tinha acabado de ter um bebê, o que tornou tudo ainda mais complicado.

As colegas de trabalho de Jodi gostavam muito dela, e resolveram mostrar seu apreço e carinho oferecendo conforto e comida para ela e sua família.

Uma dessas colegas era Jenny Stansel, uma aeromoça de sua companhia aérea. Ela lhe levou uma bandeja de lasanha no dia seguinte à tragédia, e fez de tudo para ajudar sua companheira naquela altura difícil.

Foi depois dessa onda de solidariedade que Jodi descobriu a história que Jenny não havia contado a ninguém. A aeromoça de 38 anos estava lutando contra uma doença renal crônica há 15 anos!

Infelizmente, no mês de março de 2015, os médicos anunciaram que ela precisava um transplante de rim urgentemente, ou perderia a vida.

Quando Jenny pediu ajuda dos colegas de trabalho, Jodi não hesitou um segundo e fez testes para ver se era compatível.

A situação de Jenny estava cada vez pior, e ela teve que ser submetida a diálise: apenas 6% de seus rins estavam funcionando. Por causa disso, o transplante tinha que ser feito o mais rápido possível.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *