Casal posa com sêxtuplos — agora as seis irmãs se reúnem novamente, 30 anos depois

Tudo o que Janet e Graham Walton mais queriam na vira era ter filhos.

No entanto, o que começou como um desejo natural de criar começar uma família terminou sendo um verdadeiro desafio para os dois.

Durante muitos anos, o casal tentou engravidar, mas todas as tentativas foram em vão.

Por fim, o casal decidiu fazer um tratamento de fertilidade. Infelizmente, também não deu certo. Depois de doze tentativas, Janet ainda não tinha conseguido engravidar.

Quando o casal já estava prestes a desistir, aconteceu um milagre. No décimo-terceiro tratamento, Janet finalmente conseguiu engravidar

Depois de receber as ótimas notícias, Janet e Graham sentiram-se como se estivessem no sétimo céu.

Todas as preocupações tinham acabado e os dias difíceis pareciam finalmente terminados. Eles aguardavam, animados, a chegada do primeiro bebê… Ou isto era o que pensavam. Com oito semanas de gravidez, Janet fez alguns exames de rotina e os médicos descobriram que ela não estava esperando um bebê só — na verdade eram seis!

Não é preciso nem dizer que Janet e Graham ficaram completamente chocados. Eles nunca haviam imaginado ter tantos filhos — muito menos todos ao mesmo tempo.

Pouco tempo depois, Janet deu entrada no hospital e teve de ficar internada até os bebês nascerem. Como a gravidez de sêxtuplos era arriscada e envolvia grandes chances de aborto espontâneo, Janet teve de ficar sob cuidados médicos em tempo integral.

Em 18 de novembro de 1983, Janet estava na 31ª semana de gravidez e deu à luz seis saudáveis menininhas. Elas nasceram numa cirurgia cesariana num hospital de Liverpool, na Inglaterra, e foram os primeiros sêxtuplos do mundo!

Em janeiro de 1984, os seis bebês já estavam muito bem de saúde e tiveram alta do hospital.

“Elas nasceram saudáveis, mesmo com 31 semanas. Duas tiveram de ficar em incubadoras porque os pulmões ainda não tinham se desenvolvido completamente”, explicou o pai ao jornal britânico The Guardian.

Na ocasião, o mundo todo voltou os olhares para as irmãs-milagre Hannah, Ruth, Lucy, Kate, Jennie e Sarah. A vida delas nunca mais seria igual a dos outros bebês.

Janet e Graham compraram em torno de 11 mil fraldas descartáveis por ano e mal puderam dormir durante os primeiros anos da vida dos bebês.

A vida deles era aparentemente um ciclo infinito de dar de mamar, trocar fraldas e alguns cochilos curtos.

E não foram somente os primeiros anos que se mostraram difíceis e estressantes para os pais Graham e Janet.

Conforme as meninas cresciam, os dois mal tinham tempo de respirar entre as exigências da escola, as atividades extra-curriculares, os primeiros amores e as tormentas da puberdade — tudo multiplicado por seis.

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *