Casais que se amam de verdade são mais propensos a engordar, diz pesquisa

Não, não é o que você está pensando, essa matéria não é um fake News. Se você alguma vez já pensou que um relacionamento engorda, de acordo com pesquisas você está certo.

De acordo com diversos estudos, pessoas que mantém vínculo estável e feliz com outras, estão propensas a ganhar mais alguns quilinhos do que pessoas que não estão nessa situação.

Um desses estudos são de pesquisadores Australianos da Universidade de Queensland, que após analisarem 6.459 mulheres ao longo de 10 anos, descobriram que fêmeas com idade entre 20 e 30 anos, sem filhos, que se casaram ou que tinham um vínculo sólido pesavam mais que solteiras. D

e acordo com as pesquisas, o primeiro grupo, de 20 a 30 anos, ganharam em média 5 quilos por ano, de 20% a mais que as outras categorias, que variavam entre 3 e 4 quilos por ano.

Porém, não somente deste mal que sofrem as mulheres. Outra pesquisa, realizada pela Southern Methodist University, em Dallas, Estados Unidos, acompanhou os hábitos alimentares e fisionomia de 169 casais ao longo de 4 anos.

Chega-se a conclusão de que ambos os conjugues ganharam peso. Outra tese de pesquisadores da Universidade de Nova York demonstrou que não houveram diferenças entre ambos os conjugues com relação a esse fenômeno de ganho de peso.

Na verdade, maioria dos pesquisadores concordaram que relacionamentos estáveis e felizes tem mais possibilidade de promover um aumento de peso que comparado a casais com problemas conjugais, como os que estão em fase de divórcio, por exemplo, que perdem mais peso do que ganham.

O amor nos faz engordar? Por quê?

As razões variam de caso a caso, mas todos seguem o mesmo padrão.

Os pesquisadores afirmam que, em muitos casos, o aumento de peso se dá por causa que as partes tendem a se adaptar com os hábitos alimentícios do(a) parceiro(a), e em maioria dos casos esses hábitos não são os mais saudáveis.

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *