A mãe percebe que a filha saudável está agindo estranhamente. Remove sua meia esquerda e fica horrorizada

Quando Gemma Fraser trouxe sua bebe para casa do hospital, ela sabia que tinha muito com o que se preocupar.

Certificar-se de que sua filha estava feliz e saudável, além de estar atenta a quaisquer sinais de problemas de saúde, tornou-se outro emprego de tempo integral – como é o caso de todas as mães.

No entanto, a jornalista de 35 anos de Edimburgo, na Escócia, nunca esperou que seu próprio cabelo pudesse prejudicar sua filhinha.

A filha de Fraser, Orla, tinha três meses quando a mãe dela notou algo sobre os dedos dos pés da criança.

Dois dedos, em particular, haviam começado a inchar, ficando vermelhos, depois roxos. Fraser assumiu que era algum tipo de reação alérgica no início.

Então ela viu um fio de cabelo enrolado em torno do pé de Orla, cortando a circulação “como um fio de linha nylon”.

O cabelo estava tão apertado que Fraser não conseguiu tirá-lo dos dedos da filha. Depois que ela ligou para o socorro, um paramédico passou uma hora tirando a maior parte do cabelo com uma pequena tesoura.

Fraser mais tarde ficaria sabendo que sua filha estava sofrendo de um caso grave de síndrome do torniquete do cabelo, no qual um fio de cabelo fica preso a um apêndice e corta a circulação.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *