6 fases do divórcio

Você está à beira de um divórcio e não sabe como reagir? Hoje, explicaremos quais são as fases do divórcio pelas quais todas as pessoas passam; assim você poderá se preparar melhor.

Terminar um casamento é aceitar que uma escolha que foi feita para a vida toda não funcionou. E, às vezes, entender isso causa uma explosão de emoções.

O domínio dessas emoções é o que marca quanto tempo vai durar cada fase do divórcio. Alguns optam por superar o “luto” sozinhos, e muitos outros precisam ser acompanhados. Mas ninguém escapa completamente da revolução emocional que essa situação gera.

6 fases do divórcio que você deve passar para retornar ao equilíbrio interior

1. Luto: pelo que poderia ter sido

Saber que o casamento acabou e aceitar que não voltará mais com a mesma pessoa é um processo realmente difícil. Há quem deseja essa separação e, talvez, sinta-se feliz que tudo esteja indo por esse caminho. Mas essas pessoas ainda vão passar pela fase de luto.

Em resumo, é a perda de algo importante que esteve presente em sua vida por anos. A separação dessa pessoa com quem você compartilhou sonhos e, talvez, até mesmo filhos.

É necessário viver a dor e deixá-la fluir para poder sair daquela que é considerada uma das fases mais longas do divórcio. É normal, é natural, e não devemos tentar esconder esse sentimento para que a cura seja mais rápida.

2. Negação: o que parece, não é

Pode acontecer que, como um método inconsciente de proteção, o que está acontecendo seja negado. Então, a verdade fica turva, disfarçada de histórias românticas que estão longe da realidade.

A fase da negação é representada por essas tentativas de recuperar o relacionamento, mesmo já sabendo que tudo já acabou. As pessoas que não conseguem aceitar o divórcio, fantasiam sobre reuniões românticas e prometem que tudo irá dar certo.

Mas, embora seja difícil assumir que o sonho de “felizes para sempre” não faça mais parte do casal, isso deve ser feito. Agora as coisas mudaram e você pode ser feliz em outro tipo de vínculo.

3. Rancor: por você, pelo outro, pelo mundo

Quando a dor é superada, pode ser que você experimente um novo estágio cheio de rancor. Essa raiva que te afoga, aparece com a culpa e até com a sede de vingança. Nessa fase, você verá tudo de um lado negativo, o que leva a um sentimento de injustiça contra o próprio ser.

Por este motivo, você começa a culpar o outro, pois pensa que foi essa pessoa que, com suas ações, levou vocês até o fim do relacionamento e feriu seus sentimentos da maneira mais covarde.

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *