16 sinais de que seu corpo está cheio de toxinas e precisa de uma desintoxicação imediatamente

O maior “dreno” que temos no corpo é o sistema linfático.

Infelizmente, ele pode ficar entupido por muitos anos sem que percebamos.

Isso acontece porque o “dreno” acaba se adaptando ao acúmulo de toxinas.

Mas não vá pensando que o problema passa despercebido pelo resto do nosso organismo.

Na verdade, o estresse, a fraqueza e a imunidade baixa podem ser o resultado da intoxicação linfática.

Entenda: o sistema linfático sustenta todos os outros sistemas do corpo, como o imunológico, o digestivo e o nervoso.

Por isso, quando há alteração na linfa, estamos vulneráveis a problemas desde celulite até problemas oncológicos.

Pensando nisso, a pergunta de ouro é: como evitar o acúmulo de toxinas?

A principal causa desse mal ocorre a partir da desidratação.

Ou seja, o segredo está na água.

A melhor técnica para diagnosticar como está o sistema linfático é beber água na temperatura ambiente ou morna (se a temperatura ambiente estiver muito fria) a cada 10 ou 15 minutos ao longo do dia.

Faça isso com disciplina durante um dia inteiro.

Se, no final da noite você sentir a boca seca e estiver com sede, é uma boa indicação de que você está desidratado e sua linfa está congestionada.

Clique na seta amarela abaixo, após a publicidade, para continuar lendo.

PRÓXIMA PÁGINA
1 / 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *